Total de Fotos online: 109.664 em 1222 álbuns.

Escolas de samba retratam cultura e história de Araruama

Por Camillo Antunes

Postado dia 04/02/2016

Escolas de samba retratam cultura e história de Araruama





As salinas, as estações de trem, os índios tupinambás. Cada elemento da cultura e da história do município de Araruama faz parte dos enredos das duas escolas de samba que desfilarão no domingo de Carnaval, dia 7 de fevereiro.


A Agremiação Recreativa e Escola de Samba Cacique de Araruama entra na avenida às 19 horas trazendo o enredo “A terra do sal nascente” desenvolvido pelos carnavalescos Marco Alcântara e Renato Magalhães. A escola fundada em 2013 conta com 900 componentes, nove alas e três carros alegóricos.


Com 800 componentes, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Fazendinha faz seu desfile às 21 horas. A agremiação tem como enredo “Araruama, 157 anos de história”, contando com cinco alas e três carros alegóricos.


Confira as letras dos sambas-enredo das escolas.


Cacique de Araruama


A Terra da Sal Nascente
(Fernando Tcha Tcha, Alexandre Valle, Pedro A. e Jorge Katespero)


Canta, Araruama, canta!                    
Arrepia bateria, faz meu coração pular
Contando história vou “caciquear”                
Aqui, meu Tupi era mais forte
Temperado pela sorte
Que Iara trouxe das águas do mar
Nos trilhos do progresso vi crescer
A Costa do Sol na rota do sal    
Vai, meu “ouro branco”
Embala o canto do meu carnaval    
Minha terra tem salina... pode acreditar!
Iguaria lá da China e do Tupinambá    
Uma pitada e o mal olhado não se cria    
Sou da tribo do Cacique, meu tempero é alegria    
Lindo o meu sol, esse céu....
Esse cheiro de sal no ar...
Pego carona em meu catavento
Sou criança e pelo tempo
Em meu moinho vou brincar
“Agora eu era” um soldado romano
Ou um negro africano
Na “Terra do Sal Nascente”
De conchinhas vou  bordar meus sonhos
Pra acordar em um futuro diferente
Oh, Mãe Natureza, minha Deusa!
Venha nos abençoar
Sou “Cacique” da Tribo dos Lagos
Minha lagoa ninguém  vai tocar


Unidos da Fazendinha


Araruama, 157 anos de história
(Damião e Ademário)


Parabéns pra você
Parabéns pra você, Araruama
Minha cidade querida
Tenho muito orgulho em existir
A Fazendinha faz parte da sua vida
Mas é... É guerreira
Começa aqui uma história
De uma terra abençoada
E ocupada pelos índios tupinambás
Onde os europeus aqui chegaram
Já encontraram seus trabalhos manuais
A Coroa Portuguesa presenteou a Martim Afonso
Esse território hoje nosso
Aí então foi chegando a nobreza
Plantação de milho, cana e café
Também mandioca, com vida, com fé
Os africanos colaboraram com a mão de obra
Foram levados pra Fazenda Aurora
Com suas forças trabalharam no roçado
As salinas foram importantes no crescimento da economia
A Estrada de Ferro Maricá criou o ramal Niterói Araruama
A modernização foi avançando
O Parque Hotel e o Terminal Rodoviário
Tudo isso teve importância
Deu mobilidade pra Baixada Litorânea



Texto e Fotos: Camilo Mota



 

 

 

 

A matéria descrita acima é de inteira responsabilidade de seu autor, eximindo o site de qualquer responsabilidade.

Costela Suína

NoiteLagos.com entrevista Claudio Michael Völcker.

Próxima semana...


Veja os vídeos anteriores

Anunciantes


Parceiros


Facebook




Nosso QR Code


  Todos os Direitos reservados Noite Lagos Site Criado por Fernando Moraes
Fernandomoraesn@gmail.com